segunda-feira, 16 de abril de 2018

O andarilho das estrelas



Conto

Resultado de imagem para poeira de estrelas
Imagem Google

O andarilho das estrelas 


Caminhava distraído pela estrada quando tropeçou numa luneta. Curioso, levou-a aos olhos. Era a chave para um portal, o mundo que lhe estampava pela frente era maravilhoso. Vislumbrou amor em todos os gestos e olhares, por todos os cantos e lugares. De repente a luneta explodiu e ele acordou  assustado.  Estava faminto.
Havia caminhado durante todo o dia  e só achara um pequeno abrigo altas horas da noite. O tempo prometia chuva. Procurou entre os seus cacarecos um pedaço de pão velho, mas não encontrou.
Por momentos visualizara um mundo novo, onde todos tinham os mesmos direitos, onde ninguém morria de fome, onde havia um teto pra se morar, sorriso nos  olhares, abraços e um aconchego impar partindo de todas a s pessoas.
Mas fora apenas um sonho. Agora estava  ali naquela estrada que era a sua moradia, tendo o céu por teto.  As estrelas e o clarão da lua em noites de verão era a mais pura beleza que se podia imaginar. Deitava-se encolhidinho em qualquer canto e se via tão protegido por aquele manto luminoso que refletia lá do céu.
Às vezes as  lembranças vinham a sua mente. O sorriso de suas crianças, o calor do seu lar. A vida era tão bela. Ainda podia sentir o aroma que vinha da cozinha. Ainda podia sentir o cheiro do café fresco que emanava pelos cômodos de sua casa até seu quarto.
Quão doces foram todo s aqueles momentos, mas o tempo  vai levando tudo   nas suas voltas. Os filhos alçaram voos, a mulher  debilitada com uma doença que chegou sem avisos, também o deixou pra morar eternamente nos braços da eternidade.
Ele as voltas com aquela casa vazia, aqueles cômodos  repletos de recordações, resolveu que precisava buscar o mundo, buscar respostas pra alguma coisa que estava faltando dentro dele. E não seria ali que iria achar.
E foi assim que ganhou as estradas, ganhou o mundo, andando sempre como se estivesse a buscar a felicidade  lá,  onde o horizonte se declina
Nunca mais nenhuma pessoa que o conhecia soube dele. Os anos passaram mais depressa. Talvez ainda  hoje ele continue sua caminhada não mais nas estradas da vida , mas no rastro das estrelas.



Autor
Carlos Marcos Faustino
16/04/2018  - segunda –feira- 13:10


domingo, 1 de abril de 2018

Despedida



Resultado de imagem para despedida
Imagem Google

Despedida

Nos meus olhos  eu te trouxe
No meu coração fixei
Em meu abraço não coube
Todo amor que eu te dei

Lágrima em riso escondida
Acelerado no peito
Voz embargada dorida
Morri nesta despedida
Quis ficar, não teve jeito

Partir,  deixar o aconchego
Esquecer horas vividas
Te confesso  nesta vida
Que difícil desapego

 Hoje vejo-te perdida
Nas páginas dum passado
Uma lembrança cerzida
Num tempo muito encantado.


Carlos Marcos Faustino
01/04/2018 domingo  23h35





sábado, 31 de março de 2018

Rabiscos






A imagem pode conter: céu e natureza
Imagem Google

Rabiscos

Lembro o primeiro rabisco
Algo assim tão mal  escrito
Dos meus tempos de menino
Nem era tão desenhado
Singelo verso inspirado
Não sei, talvez assoprado
Lá dos confins do meu eu

Depois mais rabiscos nascendo
À medida que crescendo
Por amor eu fui flechado
E de menino apaixonado
Fui me tornando rapaz


Mas qual, não fui capaz
De dizer com os meus versos
O tanto de amor que havia
Por isso  num certo dia
Peguei minhas coisas, parti
Fui rabiscando pro mundo
Versos a cada segundo
E em cada lugar que eu ia
Deixava marcado em meu rastro
Um pouco do meu retrato
Historias do meu passado

Autor
Carlos Marcos Faustino
01/04/2018- domingo  -00h28



sexta-feira, 30 de março de 2018

Quintal

     
Nenhum texto alternativo automático disponível.
 Quintal

Do meu quintal no seu
Apenas um pedaço de céu
Um pé de primavera
Uma goiabeira
Um pedaço de asfalto
E entre nós, uma vida inteira

Do meu quintal no seu
Um sonho estendido
Pendurado num desejo escondido
Como um lençol num varal
Que se amarelou com o tempo
Consumiu-se com o vento
Virou lembrança, saudade
Nem foi primeira namorada
 Mas no coração fincou morada
Um sentimento bonito
Dum tempo tão antigo
  Sonhos de Criança e mocidade!

Carlos Marcos Faustino
30/03/2018 – sexta-feira -23h58

domingo, 25 de março de 2018

Meus microcontos



A imagem pode conter: natureza
Imagem Google

Meus Microcontos



  Palavra do dia: Jacaré


Um bando de jacarés  saciados, ali ao sol sonhando com suas presas, cada vez mais presas sem esboçar alguma reação. Nem mais reagem, estão inebriadas esperando o próximo bote, a próxima ceia. Nada mais é surpresa.

19/02/2018- segunda-feira -19:20




Palavra do dia: Urucubaca

-Urucubaca! Urucubaca!
Assim gritando, saltou fora da cama. A mulher olhava pra ele consternada.
-Só pode ser urucubaca! Só pode ser urucubaca!
Era um guerreiro derrotado, realmente não fora uma boa ideia aquela noitada fora de casa.



20/02/2018 – terça-feira – 10:42





Palavra do dia: Rojão

João  ficou conhecido como “ Rojão”: João Rojão. Era junho, no céu os fogos de artifício disputavam espaço. Lá se foi João para ser apresentado à família da namorada, num jantar na casa dela. O pessoal era da pesada, o prato era feijoada. Quase no final da ceia, uma dor abdominal aguda, uma coisa que subia e descia dentro dele, doida pra saltar fora. Não havia como segurar. João, então no desespero, aproveitou o barulho de um rojão mais forte e disparou. Pronto, a coisa estava feita. E agora, como se levantar e ir embora. Tudo aconteceu além do esperado.


21/02/2018 – quarta –feira – 11:21




-Palavra do dia : Instinto

Instinto Selvagem, esse era o filme que planejavam assistir naquela noite, mas o relógio seguiu o curso das horas, e nada de voltarem. Os pais da garota viram amanhecer e nada dela voltar para casa. O rapaz parecia tão bom, a filha tão ajuizada, mas a violência sempre mora ao lado, principalmente naquela cidade onde acontecia tanta tragédia. Dos males o menor, depois de dada como desaparecida apareceu casada.

22/02/2018- quinta- feira - 10:30




-Palavra do dia: Chulé 

Sai pra lá chulé! Sai  pra lá chulé!  Em  coro a molecada zoavam o pobre Zezé. Ele chegava na escola e todos já pegavam no seu pé.  Ninguém queria sentar perto e também nunca arranjava namorada por causa do seu chulé. Um  dia chegou na escola, todo belo e perfumado, arranjou uma namorada, acabou aquela algazarra, acabou-se o chulé.

23/02/2018 – sexta –feira  - 12:55





-Palavra do dia: Bicicleta


Num canto da casa, a bicicleta, quieta, um tanto tristonha, sonhava com os dias que ela girava nas ruas, nas praças, fazendo a alegria da garotada. Eram tardes felizes, eram domingos risonhos. Hoje, tudo ficou no  rol dos sonhos. Tantos outros passatempos jogaram ao vento aqueles velhos momentos de cumplicidade.

24/02/2018 – sábado - 18:10





 Palavra do dia: Segredo

Amor criança, paixão adolescente! Como era doce amar em segredo! Frio nas pernas, gelo na coluna, tremor na voz. Como era bom simplesmente um toque de mãos, uma dança agarradinhos, mesmo a voz não expressando tanto carinho. Aquelas canções falavam tanto por nós, bastava olhar nos olhos, cantarolar baixinho mesmo ela fingindo não notar, como  era gostoso amar.

-25/02/2018 -  Domingo -18:37






 Palavra do dia : Maldade –

Maldade, quantas faces  você tem! Num abraço, num beijo, num sorriso e, em tantos gestos de afeto pode estar disfarçada. Em tantas palavras  pode  estar travestida. Livra-nos Senhor nestes nossos caminhos pela vida deste mal. Que o amor seja o antídoto. Livra-nos sempre de qualquer inimigo. Que o amor seja  nosso eterno amigo.

26/02/2018 - segunda-feira -18:54





Palavra do dia : Porta



Abriu a porta de mansinho. A luz foi entrando devagarzinho pelos cantos escuros da casa. Foi iluminando suas recordações. Ainda podia ouvir a algazarra das crianças, o latido do cão, sentir o aroma do jantar. Ali estava ele, frente a frente com o seu passado, saboreando suas doces  lembranças.


27/02/2018 – terça- feira – 08:05






Palavra do dia: Furúnculo

 Foi beijar-lhe o pescoço, afastou ternamente aqueles lindos cabelos sedosos  e deparou com um terrível furúnculo. Afinal que é um furúnculo num esplendido exemplar  de mulher.
Imaginou ser aquilo uma linda rosa vermelha  e desviou seus lábios como  se estivesse se protegendo dos espinhos . Em todo jardim existe sempre alguma erva daninha, mas que são as ervas daninhas ante a beleza  das flores


28/02/2018 – quarta-feira –  09:18




Palavra do dia : Supedâneo


O ego dele estava acima de qualquer supedâneo do mais alto arranha-céu. Era o máximo em tudo, pelo menos era como se enxergava, em todos via defeito. Nunca tinha uma palavra de estímulo para ninguém. Ora, quem nesta vida que não comete deslizes não é. Mas o Sr. Super não, era mesmo infalível. Ate com a morte ele se achava. Nunca, nunca, ela o levaria, pensava consigo mesmo. Mas não é que um dia aconteceu,   e como todo mundo  O Sr. Super  também morreu.


01/03/2018 – quinta-feira -14:10




Palavra do dia:  Medida


Deveria medir mais as palavras, mas qual, tudo saia atropeladamente boca afora.  Na medida em que ofendia uma pessoa ou outra, elas simplesmente o excluíam do convívio deles. Foi ficando um cara solitário, saia pela rua gesticulando sozinho, falando não sei com quem. Nunca encontrou quem verdadeiramente o fizesse enxergar o seu defeito. Talvez  se alguma alma nobre tivesse cruzado em seu caminho  quem sabe ele não teria terminado como terminou, completamente à margem da sociedade.


02/03/2018 – sexta – feira- 14:10




Palavra do dia :- Tomate



Deu de cara com ela na virada da esquina. No susto foi-se para o chão as compras: tomate, pimentão, berinjela. Pra que se  importar com isso., as mãos tocaram-se pela primeira vez. Ali, ajoelhados os dois, olhos nos olhos., um mágico momento que durou uma eternidade.

03/03/2018- sábado – 18:24



Palavra do dia:  Fantasma


Abriu devagar os olhos. No seu sonho ouviu uma voz que a chamava ternamente. Despertou. Na soleira da porta do quarto uma tênue luz, que pouco a pouco foi tornando-se mais forte. Esta luz foi aos poucos tomando forma definindo um corpo escultural. Ela não sentia medo, começou a sentir desejos. Aquilo que poderia ser um fantasma tornou-se  a seu ver naquele momento um príncipe. Ele achegou-se mais perto da cama, tocou-lhe ternamente o corpo jovem e em segundos já mergulhava os lábios nos dela num longo beijo. Tudo aconteceu sem que ela esboçasse repulsa. O dia amanheceu.  A luz do sol adentrou pelas frestas da janela. Em seu corpo ainda podia sentir o prazer daquele devaneio.


04/03/2018 – domingo – 10:11




Palavra do dia:  Juramento


Ali estavam os dois apaixonados naquela noite enluarada frente ao mar. Ela com uma coroa de flores do campos na cabeça, ele com um  cravo vermelho  nas mãos. Ali estavam frente ao mar pra selar o Juramento. Não bastariam as palavras já ditas  em todos os encontros que tiveram desde a primeira vez. Não bastariam as vezes que se entregaram ao amor latente em seus  corações. A partir de agora um estaria  correndo nas veias do outro. Depois de uma breve incisão nos pulsos, os sangues se juntaram e aí então se sentiram completos. Pra eles aquele momento sagrado foi a coroação daquele amor infinito.


05/03/2018 -  segunda-feira -08:28




Palavra do dia:  Juramento



Ali estavam os dois apaixonados naquela noite enluarada frente ao mar. Ela com uma coroa de flores do campos na cabeça, ele com um  cravo vermelho  nas mãos. Ali estavam frente ao mar pra selar o Juramento. Não bastariam as palavras já ditas  em todos os encontros que tiveram desde a primeira vez. . A partir de agora um estaria  correndo nas veias do outro.


05/03/2018 -  segunda-feira -08:28




Palavra do dia : Sabonete


Sabonete se maquiava pra entrar no picadeiro, por dentro  chorava perda de amor, por fora precisava dar ao rosto o tom de alegria, assim ele fazia a plateia feliz.


006/03/2018 – terça-feira – 10:38




Palavra do dia : Sabonete


Sabonete líquido nos corpos sob o chuveiro. Beijos de espuma, loucos desejos. Tudo não passou de aventuram logo ela, moça casadoura.


06/03/2018 – terça-feira- 14:27




Palavra do dia: Delicadeza


Uma delicadeza aquele garoto. Sofria bullying na escola, vivia discriminado, sozinho. Ninguém aceitava um garoto de alma gentil. Nascera assim e assim seguiu pela vida até que resolveu deixar de viver este suplicio. Aos dezoito anos, tão menosprezado, só achou uma saída: Suicídio.



07/03/2018 – quarta-feira -11:49




. Palavra do dia: Delicadeza

Acho que por delicadeza ela não dizia não quando ele a tirava pra dançar. Ainda que percebesse todo amor que pulsava naquele olhar  e mesmo não correspondendo, ela cortesmente aceitava o seu pedido de dança. O que ela não sabia é  que aquele  momento era tão importante pra ele e ficaria gravado pro resto da vida


07/03/2018 – quarta-feira – 21:49





Palavra do dia: Delicadeza

Delicadeza no andar, brilho no olhar, sorriso aberto, tudo isso, por certo à primeira vista fez seu coração pulsar mais forte. Estava apaixonado. Primeiro amor é assim, às vezes  surge quando menos  é esperado.



07/03/2018  - quarta-feira  - - 22:04





Palavra do dia:  Voz

Com voz embargada, ele proferiu as primeiras palavras. Toda a sua vida foi passando feito um filme em sua cabeça, enquanto falava. Tudo transpirava amor. Como era difícil a despedida, mesmo assim, entre lágrimas, em versos fez a  última homenagem a seu pai.



08/03/2018 – quinta-feira – 08h01





Palavra do dia: Voz


 A voz do vento sussurrou-lhe aos ouvidos os versos pra aquele dia.  Assentou-se calmo à sombra de uma palmeira. Escreveu estrofes inteiras numa folha esverdeada de papel ,acróstico com o nome dela, mas qual, um temporal levou embora o papel, os versos, o poeta e a palmeira



08/03/2018 – quinta- feira – 16:53





Palavra do dia: Voz


A voz que lá dentro  nas recordações habita, passe o tempo que passe é a mesma voz da adolescência, menina que agora habita mulher madura. Ele também de menino, agora só tem aquele sonho que o espelho não mostra, mas que segue vivo, motivo que o deixa feliz.



08/03/2018 – quinta – feira -23:39





Palavra do dia: Perdão


A taça do ódio e do rancor levou-a ao crime mesmo dizendo ela ter sido por amor. Amor e ódio vivem muito próximos. Em poucos dias soube da traição e não aceitou o fim do relacionamento. Nem os olhos do amado na hora fatal num  pedido de perdão tocou seu coração. E ela  foi fundo, bem fundo   com seu punhal.



09/03/2018 – sexta-feira -16:01





Palavra do dia: Perdão



O pai olhou no fundo dos olhos do filho. Há quantos anos estava  ali esquecido naquele lar de idosos. Cada domingo, cada Natal, cada dia especial o aguardara. Ele ali parado agora olhos lacrimejantes. Não havia o que fazer. Era o fim. Entre lagrimas que teceram caminhos nas duas faces um abraço. Era o perdão que ali pai depositava no coração do filho por tantos anos de abandono.


09/03/2018 – sexta- feira – 16:17



,
Palavra do dia: Alternativa


A partir do momento que nascemos não temos mais alternativa, vamos seguindo a cadência dos dias tendo a morte como única porta de saída.


10/03/2018 – sábado – 20:15




Palavra do dia: Alternativa

À frente o precipício,  em sua s costas feras esfomeadas, sem alternativas, abriu  as asas e voou feito um pássaro liberto. Era a visão do paraíso que o guiava. Vozes amadas o acolhiam. Anjos expulsavam com seus cânticos as  más energias que insistiam em tomar posse dele. Fizeram-no forte. Assim iluminado fez a sua travessia.


10/03/2018 – sábado -20:27





Palavra do dia: Pimenta


Apertando contra o seu colo, pimentas: pimenta docê e pimenta ardida. Sabia que ele gostava delas. Pensou em usar aquele vestido vermelho e colocar na vitrola aquela canção que ele  apreciava. Seria mesmo assim, ela abriria a porta e caia nos braços dele. As rosas vermelhas tomariam lugar junto aos dois na mesa de jantar; Depois de pimentas e canções, a paixão explodindo dos corações e uma noite toda pro amor; O amanhecer viria novamente pra separar os dois.



11/03/2018 – domingo -22h48





Palavra do dia: Vida



A vida se revela assim para ela agora, dias eternamente iguais, sem noção de nada, de quem ela é, de quem são seus entes amados. Algumas palavras desconexas que sai de sua boca alguma coisa que a gente procura no fundo dos seus olhos e aquela vontade de num abraço profundo trazê-la de volta a razão. Mas a gente percebe dia a dia ela definhando pouco a pouco; Todo dia uma despedida. Triste ver alguém tão próximo deixar assim a vida.



12/03/2018 – segunda-feira – 09:06





Palavra do dia: Vida


Bem no despertar da vida, quando a paixão pelos brinquedos  inda existia, um olhar verde de menina, veio devagar inundando seu coração de amor. Menino ainda, buscava nas canções palavras que traduzissem aquele sentimento que brotara nele.  Bastava ficar olhando pela janela  aquele caminhar que passava todo dia por ele. Um amor de menino que se perdeu nas mãos do destino no seu caminhar pelo mundo.



12/03/18 – segunda-feira -09h35





Palavra do dia: Vida



Estava nos seus vinte anos. Agora a vida era por sua conta e risco. Aquela metrópole o assustou ao descer do trem. Caminhou ruas e ruas, fez morada em diversos  corações . Sentia falta de casa. Praticamente adotou uma família como sua. Ganhou amizade, confiança amor. Aos 27 entre abraços e lagrimas nos olhos tal como deixou sua casa, guardou bem guardado no cantinho do coração aqueles tão queridos amigos. A roda gigante da vida o levava de volta pra casa entre sorrisos de felicidade e lagrimas de saudades.


12/03/2018 – segunda-feira -22h58




Palavra do dia: Xale


Estendeu o xale no chão. Aconchegou seu colo no peito de Tom. Podia ouvir-lhe as batidas aceleradas do coração. Um céu de estrelas estava perfeito para aquele momento esperado. A relva macia e refrescante os acolheria, única testemunha ao lado da lua que se refletia nos olhares resplandecente de desejos. As mãos desvendando caminhos ente um carinho e outro. E tudo começou com um longo beijo.



13/03/2018   - terça – feira -17:53





Palavra do dia: Xale


O carteiro insistia no portão. Um embrulho sem remetente, mas o destinatário era realmente ela: Gabriele Vondani. Já na sala de estar abriu curiosa o pacote: Um xale  e um bilhete escrito assim: “Especialmente pra você “.. Não era de todo feio, não deu muita importância, jogou-o pro lado e foi pros seus afazeres. Lembrou-se dele somente depois da meia noite. Voltou à sala, colocou-o nos ombros e foi defronte ao espelho. Um trovão estrondou na noite escura, um relâmpago iluminou toda a sala, o xale num segundo envolveu todo o seu corpo e a jogou pra dentro do espelho.


13/03/2018 – terça- feira – 18:13





Palavra do dia: Parafuso


 Uma linda porca rechonchuda não encontrava o seu parafuso. Muitos apareciam pelo seu caminho,  mas não batia, não encaixava. As outras porcas suas amigas iam seguindo felizes enquanto ela ficava ali na caixa de ferramentas a espera do seu amado. Chegou a pensar que  jamais apareceria a tampa pra sua panela, quer dizer , o parafuso que a completaria. Um certo dia de primavera, jardim florido e perfumado eis que surgiu o seu amado. Um parafuso perfeito, esbelto, perfumado. E ali naquele portão de acesso ao jardim selaram a sua união e foram felizes para sempre.


14/03/2018 -      quarta- feira -17:56





Palavra do dia: Loucura


Ninguém acreditaria se contasse  por isso ele ficou calado. Uma loucura diriam,. Fanático, lunático e tantos outros adjetivos certamente seriam dirigidos a ele. Mas ele registrou tudo, tudo bem guardado.. Aquela noite escura, aquela nave desconhecida, aquele ser verdinho, aquela experiência incrível duma rápida viagem espacial. Uma experiência e tanto. Até colherem o sêmen dele. Ah! Isso não foi muito agradável não. Melhor ter ficado calado. Que loucura! Que loucura!


15/03/2018  -quinta-feira- 23:55



.
Palavra do dia: Loucura


Cuspir da janela, pular na cama. Cuspir da janela, pular na cama. Que loucura, que mania mais besta todo dia fazendo isso. Mas era um tique impossível de e controlar. Até que um dia confundiu tudo.  Cuspiu na cama e pulou da janela


15/03/2018 – quinta-feira -23:58





Palavra do dia: Apelido


Conheci um menino, no tempo escolar, que ele tinha voz e gestos tão femininos que  aqueles que gostam de tirar uma na cabeça de todo mundo puseram apelido nele de Wanderleia. O menino mal aparecia no portão da escola e aqueles gozadores já começavam a escarnecê-lo. Ele era muito perseguido pelas maneiras que tinha. Se hoje ainda existe tanto preconceito  a esse respeito, imagine naquele tempo.  Coitado! Não tinha nem o direito de ser como era.


16/03/2018 – sexta-feira – 17:24





Palavra do dia: apelido


Não gosto de apelidos, qualquer eu seja. Se  temos um nome que nos é dado ao nascer porque apelidos, principalmente porque muitos surgem com o intuito de derrubar a auto estima das pessoas.



16/03/2018 – sexta-feira : 20:02





Palavra dia : apelido

João também era conhecido como Joao Rojão, ou simplesmente  Rojão. Era esse seu apelido. Qualquer coisa de errado que acontecia, a culpa era do Rojão; No trabalho, na faculdade, na roda de amigos. Tudo por causa daquele episodio na casa da namorada. Um mal estar, um pum e pronto.  O pior é que ele veio acompanhado. Aí então foi que a coisa ficou sem solução.



16/03/2018- sexta-feira  -  22:13





 Palavra do dia: Ronco


O mesmo que suspirava em seus ouvidos, agora ali a seu lado dormindo pesado. Um ronco ensurdecedor que não a deixava  dormir. Em principio teve vontade de  fazê-lo acordar, mas como não tinha jeito mesmo, preferiu  ficar pensando naqueles velhos e doces momentos de suspiros e gemidos.



17/03/2018 – sábado – 17:36





Palavra do dia: verbo


O verbo amar hoje ainda  tão mal empregado. Amam-se, matam-se. Ele a amava mais que tudo, pelo menos é assim que encarava o seu sentimento. Queria  dominar todas as vontades, todos os desejos, controlar todos os passos. Tinha ciúmes de tudo, dos sorrisos, dos pensamentos dela, dos olhares, dos amigos. Crescendo isso dia a dia, aquele sentimento de posse estava deixando-o transtornado. Uma tarde  ele a viu conversar com um antigo namorado, uma conversa atoa de velhos conhecidos, mas ele não quis explicação, não quis conversa, matou-a.


18/03/2018 – domingo - 12:27





Palavra do dia: Verbo


Era uma vez dois verbos:  Amar e odiar que andavam sempre em pé de guerra. O verbo odiar queria a todo o tempo se infiltrar e acabar de vez com o verbo amar. O anjo da paz  esperava o momento dessa contenda acabar  e o amor vencer este terrível sentimento que propagava o verbo odiar. A Dona  Sabedoria ia devagar salpicando amor naquele coração  duro do verbo odiar. Depois de muito sol e muita lua o amor venceu, os homens acabaram com todas as disputas e diferenças. E naquele novo mundo que surgiu, reinaram para sempre juntos a Sabedoria, a Paz e o Amor.


18/03/2018 – domingo  - 17:01



Palavra do dia: Zarabatana



Teçá era linda, a flor da aldeia. Seu coração, entretanto, não pulsava por nenhum dos seus. Certa vez num pequeno rio viu de longe um índio de outra tribo se banhando. Nas margens apenas a sua zarabatana. Tomou aquele instrumento nas mãos e ficou a distancia vendo  todos os detalhes daquele banho, sonhando em cair nos braços do desconhecido. Nunca mais o viu. Saindo sempre pela mata esperava encontrar novamente aquele índio e sua zarabatana. O amor finalmente havia se infiltrado em seu coração.


19/03/2018 –segunda-feira -08:33





Palavra do dia: Zarabatana



Ela entrou sorrateiramente na oca do seu amado. Ele dormia profundamente. Ela tomou a zarabatana dele nas mãos e levou-a  aos lábios. Assim podia sentir o calor do hálito dele . Ninguém poderia  saber de sua paixão. Somente aquela zarabatana naquele momento saberia de seu amor. E se a esposa dele adentrasse, como ela explicaria sua presença ali e ainda com aquela arma na mão. Aquietou-se, deu mais um beijo naquele objeto mortal e saiu de mansinho; Ele deu um longo suspiro e a zarabatana voltou pro seu cantinho.


19/03/2018 – segunda-feira -14:04




Palavra do dia: Concurso


A mais linda ave da floresta, este era o concurso. As garças eram as mais convencidas. O jurii era composto do rei leão, do macaco Irado e do gavião. Todas desfilaram lindamente. A raposa de prontidão. A mais linda seria seu jantar daquele dia. O Rei leão esperto percebeu a manobra da dita cuja  e decretou a sua prisão. A raposa jantou uma bela decepção.

20/03/2018 – terça-feira -08:00




Palavra do dia: Concurso


Estava aberto o concurso: A mais linda ave da floresta. As garças convencidas se achavam favoritas. O júri: Rei leão, macaco Irado e o gavião. A raposa nas sombras sonhava  jantar a vencedora. O rei leão percebendo tudo , decretou sua prisão. A raposa jantou uma bela decepção.


20/03/2018 – terça-feira -08:10




Palavra do dia: concurso



Palco armado. Chegaram concorrentes pro concurso, de todo lado. O mais feio ganharia um dia todo com a rainha da cidade. E como vieram jovens feios. Eleito o  pior, a rainha foi cumprir a promessa. Teria que dar um longo beijo pra começar. E não é que com o beijo o feio virou um príncipe encantado!


20/03/2018 – terça-feira - 14:15




Palavra do dia: Regra

A regra ali era a seguinte, ou entrava no esquema ou morria. E quando entrava não podia sair mais. Assim ele driblou a policia por anos. Um dia cansado da marginalidade quis sair desta roda viva. Lotou o carro com a família e os cacarecos. Na descida da serra os freios falharam ..


21/03/2018 – quarta-feira -08:06




Palavra do dia: Regra


O carro descendo a serra a mercê da própria sorte.  O freio, os freios, gritava. As crianças no banco de trás em estado de choque. Uma força superior parou o carro justamente quando ele ia cair num precipício. Estava em débito com a regra da facção. Desceu do carro com a família e juntos o empurraram barranco abaixo em direção ao mar


21 de março de 2018 – terça-feira – 17:14





Palavra do dia: Preconceito


Olharam-no com desdém dos pés à cabeça.  Pelos cantos confabulavam: “ Imagine, esse pobretão agora vir frequentar a nossa escola, vamos tornar a vida dele insuportável. Ele que volte pra comunidade de onde veio”.  Tanto preconceito assim por causa de sua condição social e por sua cor. Quanta falta  de amor!


22 de março de 2018 às 13:42




 Palavra do dia : Justiça


La estava ele a mercê da justiça popular. O imperador  já lavando as mãos deixou que o povo decidisse. E o povo como sempre na historia acontece decide pelo lado errado: Condenaram Jesus, libertaram  Barrabás.


23 de março de 2018 às 20:24




Palavra do dia: Artigo


Noite mal dormida. Levantou esfomeada naquele dia. Devorou rapidamente o café da manhã  e as palavras do jornal. Havia um artigo ali que lhe chamara muito a atenção: Meu Deus, o meu cão. Acharam o meu cão. Saiu correndo da mesa,  tropeçando nos moveis pra ir em busca do seu amigo fiel.


24/03/2018 – sábado – 19:32





Palavra do dia : Artigo



 Bendito artigo do jornal, lá estava o cão naquele cercado de tela. Veio todo garboso pra casa no banco da frente. Ele era a companhia dos seus dias frios. Sozinha  na vida, com uma débil saúde, naquela grande cidade só tinha o cão como seu maior afeto, Seu melhor amigo.

24/03/2018 – sábado -20:48





Palavra do dia: Artigo


A preposição  a precisava urgentemente se casar. Ela procurou tanto, mas só se interessou pelo artigo “o”. É claro que poderia muito bem ter outras escolhas, mas naquela frase apaixonou-se de vez pelo tal artigo. Depois de uma linda combinação  foram felizes para sempre


24/03/2018- sábado – 21:12




Palavra do dia: traição


Depois daquela traição, nada mais importava. Colocou seus pedaços dentro do peito e saiu pelo mundo. Queria esquecer, mas com o peito magoado, impossível seria..  Até que um dia, fechou as páginas amarelas do passado, liberto e mais aliviado, viu-se novamente flechado   pelo amor.


25/03/2018 – domingo - 14:41




Palavra do dia: traição


Ele que esperasse, sua hora chegaria. Ele haveria de sentir o gostinho da traição. Assim pensando, a mulher colocou num anuncio: "Procura-se um amor pra uma noite". Deu um nome falso e logo apareceram mil candidatos. Escolheu um e foi. Marcaram num motelzinho afastado. Cada um iria com seu carro. Ele chegou. Estava tudo na penumbra. Já foram trocando beijos quentes. Quando tudo terminou acenderam as luzes.  O tiro havia saído pela culatra. Ali na sua frente o marido que ela pretendia trair.


25/03/2018 – domingo  -18:41





Palavra do dia: Traição


Traidores. Ele estava todo dia lá, mais assíduo impossível. Ele que só queria ver aquele projeto triunfar. Na sua presença era só tapinha nas costas e sorrisos escancarados.  Quanta traição! Pelas suas costas procuravam todo tipo de coisa pra que ele fosse dispensado. Difícil pisar num terreno assim, mas aquela foi a realidade que teve que conviver por muitos anos.



25/03/2018 – domingo -23:54





Palavra do dia: Joelho


Madrugada, céu de reluzentes estrelas. Raios de luar banhados de sereno adentrando a janela escancarada. Um corpo jovem ainda, um pouco debilitada, em alvos lençóis envolvida, delirava. Ali a seu lado, joelhos dobrados, alguém rezava pedindo a cura, a salvação pra aquela alma cansada.



26/03/2018 – segunda-feira – 14:43





Palavra do dia:  Escudo

Viu-se adentrando naquele barco ao lado de outras pessoas taciturnas. Era a travessia. Um  ou outro era tragado pro mar sem nenhum aviso. Lembrou-se de orar, tomou o salmo 23 como escudo. Só assim resistiria a viagem. Despertou antes de cruzar o portal de luz que lhe daria passagem.


27/03/2018 – terça-feira -19:39





Palavra do dia: Certeza


Não tinha certeza de mais  nada. Colocou duas balas, girou o tambor, colocou o revolver na boca. Por instantes  aquela frase ressoava em seus ouvidos. Sem esperanças de viver, era morrer ou morrer. O diagnostico era fatal. Deixaria a sorte escolher se era agora. Fechou os  olhos e apertou o gatilho.



28/03/2018 – quarta-feira -17h02





Palavra do dia : Certeza


Certeza ele não vir para a estreia. Ela suspirou aliviada, não se sentia confortável em  fazer aquela cena erótica com ele presente. Sabia do seu sofrimento por ciúmes. Final do espetáculo, luzes acesas. Ela teve um choque ao vê-lo na plateia com lágrimas nos olhos.



28/03/2018 – quarta-feira -22:21






Palavra do dia : Cruz


Despertou assustado. Podia ver pela janela aberta uma luz muito forte iluminando seu quintal. Em sua mente uma voz lhe dava comandos pra que saísse lá fora. Uma linda nave em forma de  cruz o atraia pra dentro dela. Era o resgate final. Só não sabia se ele era o trigo ou o joio sendo cortado.


29/03/2018 – quinta-feira – 17:07







Palavra do dia:  Cálice



Calar-se em certos momentos é mister. Assim pensava, mas seu cálice estava já transbordando, então ele rasgou o verbo e colocou todos os pingos nos is como deveria ser. Arranjou desafetos, mas sentiu-se livre, leve e pode voar novamente com aquela sensação deliciosa de paz fluindo de dentro dele.



30/03/2018  - sexta-feira – 17:20




Palavra do dia : Bullying


 -Chaminé! Chaminé!
Assim aos gritos a molecada a molestava quando ela passava. Essa era a realidade daquela menina pobre e negra. Discriminada desde os tempos do Grupo Escolar. Uma dor que deve ter levado pro resto da vida. Infelizmente no mundo, ainda  hoje persiste esta falta de amor.

Bullying não é brincadeira

01/04/2018 - domingo - 21:28




Palavra do dia : Bullying


A corda já amarrada no pergolado do jardim de inverno. Em cima da cadeira, ele a colocou no pescoço enquanto uma turba dantesca gritava em sua cabeça: viadinho, bicha louca e outros adjetivos afins. Fechou os olhos e de um salto calou pra sempre todas aquelas vozes que ecoavam dentro dele.

Bullying não é brincadeira


02/04/2018 - segunda-feira - 13:19





Palavra do dia: Sonho


A nau do sonho ancorou os seus primeiros suspiros de vida. Já à bordo velejou no transcorrer dos dias: Infância repleta de magia mesmo na humilde pobreza que vivia e a juventude de amores costurando poesias. Depois fincou raízes, sementes e  hoje colhe flores pra enfeitar o inverno dos seus dias

03/04/2018/ - terça-feira - 18:29




Palavra do dia: Relógio


O relógio avançava sem piedade, depois de uma noite de tristeza já era hora do trem partir. Os olhos dele diziam tantas coisas. Os olhos dela tentavam ler palavras que ele não dizia. Madrugada já ia embora. Ofegante ele foi se desligando aos poucos. Após meses e meses de luta, finalmente descansou.



04/04/2018 - quarta-feira -  19:10




Palavra do dia: Votação


Votação terminada. Os bichos da floresta decidiram por unanimidade caçar o rei Leão, uma vez que o imposto de renda o havia contratado pra depenar os contribuintes. Ele que ficasse na civilização. Este mundo dos humanos está perdido mesmo.


05/04/2018 - quinta-feira - 13:09




Palavra do dia: Votação



Decidiram pela não votação, já que havia muita briga entre os concorrentes. Um dizia ser melhor que outro. Ficou decidido então que seria nomeado pra tomar conta do sino de ouro da igreja, o pássaro que tivesse o canto mais belo que o som do sino. Ainda hoje continua a sinfonia.


05/04/2018 - quinta-feira -13:53



Palavra do dia: Cerveja



Entre uma  cerveja e outra, ficaram ali naquela mesa de bar, recordando os velhos anos dourados. Eram jovens e sonhadores. Os anos 70 foram o palco daquela amizade: trabalho, cursinhos pra faculdade, Helio Ribeiro no radio, macarronada aos domingos, peladas na serraria. Uma amizade pra eternidade.


06/04/2018 - sexta-feira- 14:55





Palavra do dia : Prisão



Com um beijo foi entregue aos algozes e levado à prisão. Foi vítima de violência e escarnio. Ele era uma ameaça aos interesses do imperador. Planejavam crucificá-lo, mas era o povo que teria de assinar aquela sentença. E a voz da turba pediu a sua morte. Crucificai-o! Crucificai-o!


07/04/2018 – sábado – 10:52





Palavra do dia: Prisão


Estava apaixonado, de algemas e tudo naquela prisão deliciosa de amar. Todos os seus momentos eram pra  ela. Eram sonhos,  eram retratos, eram mensagens no celular. Uma paixão vinte e quatro horas no ar. Totalmente de quatro. Coisas que só o coração pode explicar.


07/04/2018 – sábado -12:33





Palavra do dia : bagulho


Pegou todo o bagulho que tinha: Coube numa mochila. Ali estava a sua casa, a sua v ida, depois abriu a porta e desapareceu no ar, feito  uma brisa suave. Os armários que ficaram pra  trás , pra ele pareciam vazios. Tinha que buscar os seus pertences embora não precisasse mais deles.



08/04/2018 - domingo -11:57



Palavra do dia: Bagulho


Viu-se despido da roupa usual. Agora era hora de encarar todos aqueles bagulhos que tinha na cabeça. Tribunal da mente. U filme foi passando e de repente viu-se cara a cara com toda a sua historia: O bem, o mal, o arrependimento.


 08/04/2018 - domingo -23:42




Palavra do dia: Telhado


Meu pai fincou um telhado naquele pedaço de chão, cercado de muitas paredes, carinho, amor, proteção. Ali vi passar temporais, chuva mansa e meus sonhos de criança crescendo cada vez mais. Logo, logo, rapaz, parti. Deixei lá meu coração, meu pai, mãe, irmãos. Depois de tanta saudade, da grande cidade voltei.


09/04/2018 - segunda-feira - 10:40




Palavra do dia: Amargura


Os filhos voaram. Ninho vazio, quartos solitários, apenas os risos estampados nas lembranças do passado. Ficaram somente os retratos. E o tempo voltando no momento que sonhamos com tudo aquilo de novo, nos traz uma  doce amargura. Um sentimento tão profundo: Saudades!



10/04/2018 - terça-feira -12:58



Palavra do dia: Dedo


Colocou o dedo em riste no nariz dele e começou a desfilar as mágoas que estava sufocando-lhe a paz. Os olhos dele começaram, a lacrimejar e ele foi desmontando ao chão, sem ao menos pronunciar uma palavra. Aquela culpa toda não lhe cabia. Um mal entendido para acabar com quele amor.

11/04/2018 - quarta-feira -09:22



Palavra do dia: Inverno


Nas primaveras da vida, eu quis uma flor que no jardim desabrochava: Uma rosa aveludada, doce menina, por quem minha alma apaixonada sofreu, ma que cravou espinhos dentro em meu peito e depois no mundo se perdeu. Tempos de inverno, findou-se a esperam jardins, flores e primaveras.


12/04/2018 - quinta-feira - 16:09



Palavra do dia ( imagem)
Mãos, Martelo



O amor, a igualdade, a compaixão e a caridade nos foram ensinadas pelo mestre maior da humanidade Em troca recebeu escarnio,
traição, sofrimento e até a morte. Hoje  não é muito diferente, todos esses sentimentos continuam sendo crucificados e não existem na maioria dos corações viventes.


13/04/2018 - sexta-feira - 08:30



Palavra do dia:- Resultado

Antes até que tudo era saudável; Ficava só aquela zuação quando o time do outro perdia. Mas afora alguma torcida organizada, o resto da população era normal. Não havia embates. Hoje por qualquer picuinha jã tem embates até nas redes sociais: resultado intolerância pra todo lado




14/04/2018 - sábado -17:16



Palavra do dia: Resultado

Ali na janela debruçava-se todos os dias naquela inútil espera, olhar perdido na estrada. Pusera uma carta no correio há dias na vila próxima e esperava o resultado. Será que ele viria. Os lenções estavam perfumados, a mais linda camisola reservada e todo aquele amor dentro do peito explodindo em desejos.


14/04/2018- sábado - 19:52



Palavra do dia: Luneta


Caminhava distraído pela estrada quando tropeçou numa luneta. Curioso, levou-a aos olhos. Era a chave para um portal, o mundo que lhe estampava pela frente era maravilhoso. Vislumbrou amor em todos os gestos e olhares, por todos os cantos e lugares. De repente a luneta explodiu e ele acordou.


15/04/2018 - domingo -19:20


Palavra do dia: Música


Ele caminhou até o canto do quarto e ligou o som. Os olhos dela começaram a brilhar de felicidade. A música de Tom Jobim inundou o ambiente. Ela baixinho cantarolava junto: " Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida eu vou te amar". E foi assim até o último suspiro.


16/04/2018 - segunda-feira - 14:24



Palavra do dia: Música


Tomou-a nos braços e saíram valsando pelo salão. Os olhares se cruzam, os corações de agitam e as boca se procuram; A música linda os levou por segundos pra muito além daquele ambiente. De repete alguém a toma de suas mãos. Terminada a canção , também termina aquela doce ilusão.


16/04/2018 - segunda-feira-16:27


Palavra do dia: Música


Dança comigo morena. Vem, vamos nas asas desta canção deixar nossos passos. Vem pros meus braços minha doce pequena. Escuta o que diz esta música e me diz como não ser feliz tendo você comigo aqui agora. Hoje eu vim pro passado especialmente  pra te ter ao meu lado e dançar com você.


16/04/2018 - segunda-feira- 16:38`


Palavra do dia: Vento


Assoprei no vento meu poema, pra que ele pudesse ler levado a todos os cantos, meu canto, sementes pra que renascessem muitos sentimentos de paz e amor. Assoprei aos céus meus versos, pra que fossem vertidos em chuva de bênçãos pros corações incertos na lida da vida.


17/04/2018 - terça-feira - 08:07



Palavra do dia: Demência


Dídi, assim eu a chamava, criança que eu era, aquela minha doce irmã mais velha. Ali na varanda ela me deitava no parapeito,  naquela antiga brincadeira de serra serra. Hoje na sua quase demência, tão frágil, quase não anda nem fala, às vezes nem me reconhece. É triste, aos poucos o Alzheimer a leva




18/04/2018  - quarta-feira - 09:07



Palavra do dia: Bola





Uma bola mais linda que a outra, um colorido mágico, de sua canequinha, do seu canudo e pro mundo. Um sopro e pronto, como naves espaciais, saem pelo ar afora,uma , duas, dezenas. Os seus olhinhos acompanham o trajeto delas, que ao ganhar espaço, vão-se explodindo como se ganhassem outra dimensão


19/04/2018 - quinta-feira -23:43




Palavra do dia:  injeção

A mamãe pediu, foram em quatro buscar a injeção pra ela. Conseguiriam trazê-la mesmo nas costas.  Não tinham outra opção. Driblaram as enfermeiras, pegaram a seringa, que por sorte já estava com o medicamento. Mamãe haveria de se salvar. Chegaram tarde à toca, pois ela já estava morta. Pobrezinhos!


20/04/2018 – sexta-feira -  10:10


Palavra do dia: Injeção


Pediu aos céus um antídoto pra curar-se daquele amor, uma injeção qualquer, pra poder finalmente dizer a ela, “ Já posso viver sem você” sem toda aquela paixão, sem todo aquele furor que lhe fazia pulsar forte o coração.



 20/04/2018 – sexta-feira – 10:38


Palavra do dia: Injeção

Tomou aquela seringa na mão, estava decidido, viver assim não tinha mais sentido; Era  incapaz de viver na solidão. Sem ela, só restava esta janela, esta  saída. Fechou os olhos, aplicou o veneno nas veias. Era o fim. No celular chegava uma mensagem dela: Volta pra mim.


20/04/2018- sexta-feira – 10:41


Palavra do dia: injeção

Melhor que a dor, a injeção. Liquido adentrando nas veias. Uma picada de nada, um beliscão. Como uma chama de amor que incendeia, Todo um calor que sobe à face, Um doce  torpor que invade. Mas vale a pena, lute ,é a vida que te acena.



20/04/2018 –sexta –feira – 12:56



Palavra do dia: Chicote

É a volta do chicote na senzala moderna, onde a lei inda é dos mais fortes

21/04/2018  - sábado – 16:16



Palavra do dia: Chicote


O chicote estava ali, próximo a soleira da porta de saída da casa, como se fosse um calado aviso: Sai que você apanha. E ela ficava sonhando com a vida lá fora. Queia ver as borboletas no jardim, a fonte jorrando água na praça, mas o chicote ficava ali lembrando sa condição de prisioneira.


21/04/2018 -  sábado -17:36




Palavra do dia: Matusquela

Aquele Matusquela a olhava dum modo, que ela perdia todo rebolado. Um dia passou a o seu lado e deu um suspiro, um sopro como nunca ninguém ha via lhe dado. Mesmo naquele jeito adoidado ele tinha algo que aos poucos fez  uma paixão ser despertada. Não teve jeito, ficou apaixonada.




22/04/2018 -  domingo – 20:40



 Palavra do Feitiço

Encontrou um emaranhado de cabelos e velas no portão de sua casa. Começou a sentir energias negativas a partir de então. As coisas começaram a andar de mal a pior, Havia algum feitiço  feito com aquele material, pra si e pros seus. Apegou-se a rezas, orações e benzimentos. Só assim venceu.



23/04/2018 – segunda-feira – 20:24









LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.