quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Andorinhas


A imagem pode conter: céu e pássaro
Andorinhas

E ficaram somente as andorinhas
Desenhando canções nos fios de energia
Estampadas, mudas em uma fotografia

A minha casa também, verteu-se em nada
Tábua por tábua, telha por telha,
Desfez-se o encanto de historias passadas

As rosas do nosso jardim
Ainda  rescendem seu perfume em mim
Ainda me toca na alma canções
Que fez pulsar de amor mil corações

A musica volta, retornam as andorinhas
Bem no fundo da minha alma
É lá  que minha velha casa,
 também repousa sozinha

Autor
Carlos Marcos Faustino
01/09/2016 – quinta-feira- 14h24



8 comentários:

  1. Suely Timaco Jorge
    Lindo seu poema! Parabéns!
    24 de março de 2017 às 10:54

    ResponderExcluir
  2. Christina Castello Branco Augusto
    Linda a poesia e a apresentação....
    24 de março de 2017 às 10:10

    ResponderExcluir
  3. Tania Maria Gimenes Brochini
    Essa poesia é tão linda, as andorinhas nos fios parecem mesmo notas musicais de uma partitura.
    09 de junho de 2017 às 00:09

    ResponderExcluir
  4. Christina Castello Branco Augusto
    Lendo sua poesia, fiquei com saudade da minha velha casa e das pessoas que lá estavam. Parabéns!!!!!
    09 de junho de 2017 às 08:08

    ResponderExcluir
  5. Tania Maria Gimenes Brochini Sem palavras...
    Muito linda Carlos e a ilustração casou muito bem com a poesia. Andorinhas formando notas musicais é coisa de poeta romântico mesmo. Parabéns.


    Mauro Maicon
    Mauro Maicon Parabéns amigo

    Elizabeth Manrique
    Elizabeth Manrique Parabéns !Grande poeta!

    Christina Castello Branco Augusto
    Christina Castello Branco Augusto Ficou tudo lindo: a poesia, a produção do Beto Acioli, a bem escolhida música, as figuras e a declamaçao...
    Parabéns!!!!👏🏻

    ResponderExcluir

  6. Maria Conceição Gava Barreto
    Lindo... Amei... Bjs
    24 de junho de 2017 às 17:02


    Tania Maria Gimenes Brochini
    Tania Maria Gimenes Brochini É linda mesmo, ñ me canso de reler suas poesias! Parabéns amigo, você é um poetasso!
    24 de junho de 2017 às 20:32


    Maria Célia Fernandes
    Maria Célia Fernandes Muito lindo! Boa noite! amei!
    24 de junho de 2017 às 21:07


    Ivani Motta Magnani
    Ivani Motta Magnani Sempre lindo!
    24 de junho de 2017 às 21:41


    Christina Castello Branco Augusto
    Christina Castello Branco Augusto Linda!!!!
    24 de junho de 2017 às 21:44

    Ghyra Gustinho M Marques
    Ghyra Gustinho M Marques Eaê Carlão...linda demais essa poesia...


    Tania Maria Gimenes Brochini
    Essa é outra que ñ me canso de ver. Maravilhoso!
    19 de maio de 2017 às 20:13

    Wildmar Antunes
    Explêndido, carrega paz num triste sábado... Obrigado Carlos Marcos Faustino vc é realmente fantástico.
    21 de maio de 2017 às 10:54

    Sonia Gava Rodrigues Maravilhosa!

    Zuza Gimenes
    Zuza Gimenes Ficou muito lindo, Carlos Marcos Faustino. Sou sua fã.


    Cynthia Accioly
    Que poema revelador da condição humana! Que nostalgia plena em poesia! Verdadeiro regalo para alma de uma poetiza!
    21 de maio de 2017 às 08:56


    ResponderExcluir
  7. Sonia Gava Rodrigues
    Lindíssima
    27 de junho de 2017 às 21:14

    Antonio Carlos Coutinho
    Antonio Carlos Coutinho Linda demais
    27 de junho de 2017 às 21:17

    Marilu Vedoveto
    Marilu Vedoveto Lindo Carlos.
    28 de junho de 2017 às 13:56

    Ivani Motta Magnani
    Ivani Motta Magnani Sempre melhor! Abs!
    28 de junho de 2017 às 18:09

    Rosa Paula Gomes
    Rosa Paula Gomes Muiiitooo liinndaaa
    28 de junho de 2017 às 18:42

    Maria Célia Fernandes
    Maria Célia Fernandes Muito linda!!!!
    29 de junho de 2017 às 17:51

    Zuza Gimenes
    Zuza Gimenes Que bonito!!!
    29 de junho de 2017 às 18:25

    Alberto Pezzan Pezzan
    Alberto Pezzan Pezzan Bem bonito...como diz o poeta...." nos fios tensos da pauta de metal as andorinhas gritam por falta de uma clave de sol "
    09 de julho de 2017 às 20:32

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.