quarta-feira, 20 de julho de 2016

Fotografias




Fotografias


Quero voltar pra minha casa que se distancia
Perdida em antigas ruas  e em fotografias
Pros seus quintais de saudades e flores
Doces primaveras de todos meus amores

Quero dobrar aquelas mesmas  esquinas
Ver pelas janelas passar  a mesma menina
Que encantou meus sonhos de rapaz
Mas partiu, voou, pra nunca mais

Quero  aspirar o  ar daquelas madrugadas
Quando às vezes pra lá eu voltava
Mochila nas costas, passos no asfalto
E o coração no peito aos sobressaltos


Depois  meu Deus quantos abraços
Entre lagrimas  quantos risos estampados
Ninguem mais dormia, ninguém mais queria
E era com muito amor que o dia amanhecia.


Autor
Carlos Marcos Faustino
20/07/2016- quarta-feira – 10h10







11 comentários:

  1. "Fotografias dum tempo que não volta mais"...

    ResponderExcluir
  2. Christina Castello Branco Augusto
    Linda e verdadeira!!! Também quero...
    21 de julho de 2017 às 08:56

    ResponderExcluir
  3. Antonio Carlos Coutinho
    Agradeço de coração meu amigo muito linda como todas as que tenho lido um grande abraço
    21 de julho de 2017 às 12:33

    ResponderExcluir
  4. Tania Maria Gimenes Brochini
    Tania Maria Gimenes Brochini Linda essa poesia!
    21 de julho de 2017 às 18:49

    ResponderExcluir
  5. Wilson Dias
    Wilson Dias muito linda meu amigo, parabéns e continue sempre assim escrevendo estas belas poesias
    21 de julho de 2017 às 18:51

    ResponderExcluir
  6. Clorisval Stocco
    Clorisval Stocco Parabéns Carlão, uma poesia que trás lembranças de uma época e momentos que passamos...
    21 de julho de 2017 às 20:07

    ResponderExcluir
  7. Maria Lucia Gimenes
    Maria Lucia Gimenes Que linda poesia.
    22 de julho de 2017 às 00:56

    ResponderExcluir
  8. Maria Teresa Bolsoni Teramussi
    Linda!
    22 de julho de 2017 às 08:58

    ResponderExcluir
  9. Maicon Gasparetto
    👏👏👏 da pra sentir a emoção meu amigo !! Parabéns.
    22 de julho de 2017 às 08:59

    ResponderExcluir
  10. Elizabete Aparecida Lopes de Arruda
    Essa é maravilhosa.
    22 de julho de 2017 às 12:29

    ResponderExcluir

  11. Sandra Gimenes Menabó
    Sandra Gimenes Menabó Linda poesia.Quanta saudade dos velhos tempos que se passaram como uma nuvem e agora doces lembranças.Bjs
    22 de julho de 2017 às 14:31

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.