terça-feira, 5 de julho de 2016

Almas enamoradas

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Almas enamoradas

A lua veio banhar-se no mar
E ele envolvendo-a toda
Começou a murmurar através das ondas
Palavras de amor

A noite cúmplice deste mágico encontro
Foi devagar deixando surgir os primeiros acordes da madrugada
Que  enciumada  insistia em se mostrar
Mas nem por isso os raios do luar
Deixaram de ficar refletidos nas aguas

As almas enamoradas deixaram suas vestes rotineiras
E se incorporaram nesta cena
No céu até as estrelas apagaram suas luzes pra vê-las
Num bailado antes que o sol da manhã
Rompesse as frestas da janela e apagasse
De suas memórias essa lindíssima tela.


Autor
Carlos Marcos Faustino
05/07/2016 – terça-feira – 22h51




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.