sábado, 16 de abril de 2016

O barco


O barco


Nosso barco indo vai indo
Vai balançando no mar
Que o embalo de tantas 0ndas
Não deixe o barco afundar.

Joguem fora meus amigos
Tudo que tem pra jogar
Iemanjá vai dar um jeito
Dos corações acalmar
Assosseguem o seu peito
Tudo há de melhorar .

O final desta viagem
Onde será que vai dar
Não deixem que o barco afunde
Que a gente nem sabe nadar
Melhor é mudar agora
Do que morrer afogado
Vamos remar todos juntos
Que o amor seja o assunto
Que habite o nosso viver
Se a divisão impera
que será de nossa terra
que será de mim, de você.

Valha-nos Deus
 Nossa Senhora
Socorre este povo sofrido
Independente de partido
Guia os homens de poder
Pra que este gigante querido
Jamais seja sucumbido
saqueado, desprovido
Enlameado, dividido
como ele está pra ser.


Autor
Carlos Marcos Faustino
15/04/2016- sexta-feira - 19h36

Um comentário:

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.