quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Explosão de amor


Explosão de amor

Explo(de-se) dentro, sangue,veias
Candeias  luzem fraco  lume
Alguns sussurram ao pé de  orelha
Quando  entre rezas e perfumes
A viúva jovem se esperneia
E logo deflora seus queixumes

Foi tanta sede, foi-se o pote
Na rede, no chão, um só pacote
Da coruja à meia noite,
Ao galo na madrugada
Suor, lençol, chamego, abraço
Um valha-me Deus para o cansaço.

E foi quase no último golpe
Aquele final  de galope
Mortal combate, o abate
No rosto um suave riso
Era a passagem pro  paraíso.

Morrer assim nu(m) último gozo
Prazer completo,  merece os louros.

Autor
Carlos Marcos Faustino

17/02/2016 – quarta - feira – 18h23

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.