sábado, 6 de fevereiro de 2016

Amor bandido


Amor bandido

Quando sinto
Esta proximidade
Pulsam-me desejos
Vontade imensa de um abraço
Apertado pra não ser desfeito
Tendo teu coração junto ao peito
Uníssono ao meu, mesmo compasso.


Que amor é esse
Brotado assim tão bandido
Roubando todos os meus sentidos
Deixando-me nu, despido
Completamente sem defesa
Feito uma fácil presa.


Vou despertar
Libertar-me destes caminhos confusos
Mundo real tem outra face
Ali não cabem arroubos de idade
Onde sonhos mesclam-se intrusos
E a tudo absorve
E a tudo invade.

Autor
Carlos Marcos Faustino

05/02/2016 –  sexta-feira -  10h14

3 comentários:

  1. os sonhos motivaram o aparecimento de muito que há no mundo, de bom e de ruim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que seria de nós não fossem os nossos sonhos não é meu amigo?

      Excluir
  2. Tania Maria Gimenes Brochini
    Essa é de arrepiar. Que amor é esse?
    06 de fevereiro de 2017

    Carlos Marcos Faustino
    Carlos Marcos Faustino Amor bandido rsrssr

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.