quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Libertação





Libertação

Preocupações mil às vezes jogo nas gavetas,
Mas não há como não reabri-las, elas saltam aos olhos,
Por vezes, em alguns minutos, eu consigo esquecê-las,
São momentos em que o céu esta comigo,
Tudo o mais perde completamente o sentido,
E eu me sinto feliz, pode-se ver no meu sorriso.

Já pensei em fazê-las perderem- se no ar apenas,
Como se fossem bolhas de sabão, grandes, pequenas,
Lindas e coloridas subindo ao céu feito pipas,
E me encantar vendo-as voar tão distante,
Dançando belas canções tão antigas,
Enquanto eu sentado na areia escreveria poemas,
E de tão leve que estivesse de mim flutuaria,
E habitaria o ar, perdido no vento ou na brisa.


Autor
Carlos Marcos Faustino
05/11/2015 – quinta-feira – 21h31





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.