sexta-feira, 29 de maio de 2015

O adeus das borboletas





 O adeus das borboletas

É preciso fechar um capítulo
Virar a página, mas é tão dolorido
Seguir livro adiante nesta leitura
Quando o coração ainda pulsa quente
Atado a emoção de viver um presente
Repleto de afetos que ao longo da vida
Foram cultivados com tanto amor

E se as flores de hoje já não mais atraem
Tantas borboletas como há muito já fez
É preciso aceitar que no jardim já não cabe
Tantas boas venturas como já mereceu ter


Autor

 Carlos Marcos Faustino
29/05/2015-sexta-feira-14h00

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.