domingo, 17 de maio de 2015

Aquieta-te




Aquieta-te

Aquieta-te
Pensamentos nem sempre rendem versos
Versos nem sempre estão  nos pensamentos
Fluem à vezes do nada, do universo
 E te acometem sentimentos que nem sempre sentes

Aquieta-te
Deixa que venham como  são sussurrados
Que falem de amor, dor, ou outros conceitos
Não procures  neles   alguns  reflexos
Não os tornem comuns, deixe-os complexos

Aquieta-te
Mantém-se  silencioso e conectado
Inspira, expira lento com todo cuidado
E assim, leve por dentro, iluminado
Estarás pronto pra transmitir o recado.


Autor
 Carlos marcos Faustino
17/05/2015- domingo- 22h44




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.