sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Insanos desejos


Insanos desejos


Lanças são teus olhos
Que meu olhar alcança
E que me invadem,
E fazem
Disparar meu coração
O amor que então
Explode
Faz-me teu escravo
Te querendo do meu lado
Pra fazer tuas vontades
E atender os teus apelos
Pra encarar tuas verdades
Os teus sonhos 
Pesadelos. 

Teus cabelos
noite adentro
cortinas que às vezes abro
Pra descobrir os teus lábios
e me afogar nos teus beijos
em meus insanos delírios
Desejos incompreendidos!

E a noite então se adianta:
O galo canta,
Ouves da tua janela?
na tua casinha da serra?

O som que escuto agora,
 É o tic tac do relógio,
Amanhece, desperto,
São seis horas!


Autor
Carlos Marcos Faustino
14/02/2015-sabado-00h39

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.