domingo, 15 de fevereiro de 2015

Adeus às borboletas

Adeus às borboletas

Cansei de buscar as borboletas,
Que encantem outros jardins!
Pra quem vier inda tem flores,
Rosas vermelhas, jasmins.

Que dancem num voo sem fim!
Que povoem de amor,
Os espaços multicores,
Que existem em outros jardins.

Que voem livres! Que voltem!
Se o perfume dessas flores,
Ainda as fazem sonhar,

Se não, busquem outras querências,
Não é por causa desta ausência,
Que meu jardim não vai vingar.




Autor
Carlos Marcos Faustino
16/02/2015-segunda feira -00h49


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.