terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Você

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Você

Nas retinas
Nas notas duma canção
No suor das mãos
Nos espelhos quando me vejo
Nos meus desejos
Impossível esquecer
Você.

Nos arvoredos
Nas nuvens no céu azul
No despertar, na calada da noite
Vem do fundo dos meus segredos
Coberta em camadas de medo
Você

Um tudo pro meu nada
Luz que me guia na estrada
Energia que a mim se funde
Universo que em mim difunde
Um sonho de amor
Por onde eu for
Sem mais nem porque
Simplesmente
Você.


Autor
Carlos Marcos Faustino
01/01/2014- Domingo – 13h53
07/01/2015-quarta-feira-01h54


Um comentário:

  1. Gilberto Godoy
    Lindo poema - 8 de janeiro de 2016 às 17:20

    Tania Maria Gimenes Brochini
    Tania Maria Gimenes Brochini Lindo

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.