domingo, 25 de janeiro de 2015

Nuvem Branca



Nuvem Branca

Nuvens brancas atravessam a tua cabeça
Tecem trilhas os teus passos mesmo que anoiteça
O sol deita-se em teu ombro, arco e flecha
Os teus olhos miram facilmente a presa.

Entre as pedras correm aguas límpidas, fresca
E teu corpo nu ali se entrega e se deleita
Teus negros cabelos quase aos cotovelos
Deixam-na estampada quase que como deusa.

E lá do alto alcança a vista no horizonte
Teu amor guerreiro se perdeu sabe-se  aonde
Mas ali vem dia após dia todas as tardes
Quando em teu peito bate mais forte a saudade.


Autor
Carlos Marcos Faustino
26/01/2015-segunda-feira-00h26



Um comentário:

  1. Tania Maria Gimenes Brochini
    Que triste mas é linda.
    26 de janeiro de 2017 às 14:57

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.