sábado, 13 de dezembro de 2014

Últimos Versos

Últimos  versos

Não haveria lugar pra tanta saudade
Num  último verso que eu fizesse
Nem pra dizer de todos amores
De todos os amigos
Nem que eu fizesse mil estrofes
Isso tudo inda seria pouco
Melhor será levá-los comigo

Nem no bolso, nem oculto nas retinas.
Dos meus olhos cerrados qual cortina,
Mas na alma, aconchegados numa doce calma
Uma chama acesa pra iluminar minha estrada
Essa labareda que conquistei em vida.


Autor
Carlos Marcos Faustino
13/12/2014- Sábado-19h41



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.