segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Invisível


Invisível

Invisível
Sem sombra, sem luz, nenhuma imagem,
Um grande vazio na paisagem
Sem eco de voz, sem marcas de passos na areia,
Sem expressão no rosto, sem sangue nas veias.

Invisível
Um branco atroz nas lembranças
Nem mesmo cinzas, nem mesmo leve como uma brisa
Nem mesmo um sutil vulto que  oscila
Nada, apenas uma  existência não comprovada



Autor
Carlos Marcos Faustino
15/12/2014-Segunda feira – 14h02




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.