quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Ilusões

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Ilusões

Aos pombais, as pombas
As ilusões deixem que voem
Abertos os corações
Deixem que batam as asas
Em busca dum sonho de amor.

Se sobrevier tempestade
E o céu deitar sem maldade
Percalços em seu caminho
Talvez rolem pelas águas
Afogando suas mágoas
Por entre flores e espinhos.

Mas na sua busca incessante
Emergirá triunfante
Mesmo que o mar em suas vagas
Dificultar sua viagem.

Pode parecer  miragem
Sonho, magia, utopia
Mas não fossem as ilusões
Que seria de nossos dias.


Autor
Carlo s marcos Faustino
17/12/2014- quarta feira – 14h37


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.