sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Perdido de amores




 
Perdido de Amores

Ah! Só mesmo quando me fitas,
É que eu me perco de amores,
Esquecendo-me das dores,
Que me atropelam na vida,
Mas se acaso me evitas,
Sinto algo que me transpassa,
O coração sangra e vasa,
Só de amor por ti transpiro,
Sem você eu mal respiro,
Sem você sou quase nada.

E quando esboças um sorriso,
Deus, minha alma se agiganta,
Uma paz me acalanta,
Mil visões do Paraíso,
Anjos dividem comigo,
A luz que de ti transcende,
Que sobe ao céu e acende,
Um lindo manto de estrelas,
Sem você não posso vê-las,
Meu amor, você me entende?  
                                                   
Autor
Carlos Marcos Faustino

26/09/2014- Sexta Feira- 23h25m

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.