terça-feira, 30 de setembro de 2014

Caminhada


Caminhada

Caminhar, caminhar, caminhar,
Cada segundo,
Enquanto as mudanças acontecem
No nosso corpo, no nosso intelecto,
Caminhar no compasso do relógio,
No desenrolar do tempo.

Despe-se do dia pra viver a noite,
Em sonhos, em viagens nem sempre lembradas,
Frases, pessoas, imagens ora destorcidas,
Situações que ora nos causam riso,
Que ora nos causam medo.

Todo dia uma despedida,
A noite pode ser a ultima pagina virada,
Nunca se sabe se haverá retorno,
Mas nos entregamos a este delírio,
Sem preocupações, simplesmente vamos,
Sempre com a certeza dum novo amanhecer.

E o sol realmente não deixa o mundo na mão,
Muitos chegam muitos se vão,
E a caminhada dos que aqui estão, segue,
Tudo se ajeita tudo se acomoda,
É a historia que vai adiante, se desenrola.



Autor
Carlos Marcos Faustino
30/09/2014- Segunda Feira -19h01m










Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.