domingo, 10 de agosto de 2014

Raízes

Raízes

E a árvore lançou ao céu seus galhos com alegria,
E as verdes folhas brotaram e deram-lhe glorias,
O sol deixou sua energia fluir envolvendo-a  por longos  dias,
E a chuva também foi companheira de suas vitorias.

Houve medo em momentos aonde vieram vendavais,
E algumas de suas folhas rolaram junto aos temporais,
E pelas aguas foram embora talvez até pro mar,
Talvez até pro aconchego dum rio qualquer,
 Pra ficar encorada em suas tortuosas marginais.

Houve paz em momentos de alma enlevada,
Quando pássaros em seus ramos teceram ninhos,
E aos bandos fizeram festa no céu com seus burburinhos,
E nas alvoradas criaram lindas imagens nas suas revoadas.

E assim quando vemos nos filhos alçar voo pela vida,
A saudade é o que nos conforta  e nos da guarida,
Somo tal quais plantas que em solo firmam as raízes,
Que se entrelaçam pra garantir que eles sejam felizes.


Autor
Carlos Marcos Faustino
10/08/2014- domingo- 21h18m


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.