quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Às Moscas

Às moscas

Amor meu, sem você, estou às moscas,
Vazio meu lado, meu ser e meu peito,
Meu sonho, meu despertar, insatisfeito,
Sigo  desenhado somente, sem  vida,
Sangrando a saudade  em doidas feridas,
Completamente só sem você, às moscas.

Autor
Carlos marcos Faustino
28/06/2014- sábado -12h01m

Mensagem

Que mensagem mais louca me veio agora
Quem é que chora, quem se lamenta
Quem sente tanta saudade assim
Quem é que vem  em versos a mim?

28/06/2014- sábado  - 12h13m







Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.