quinta-feira, 17 de julho de 2014

Palavras soltas


Palavras soltas

Doem as palavras soltas, monossílabas, secas,
Dói a ausência, a saudade, a distância que separa,
A solidão é a única companheira que o ambiente exala,
E a poesia flui aos poucos e assim a inspiração começa.

É da janela, olhando a lua e procurando entre as estrelas,
O antigo riso, jeito bonito e gestos antigos que não mais vejo,
A noite passa e só nos sonhos quando a madrugada me abraça,
É que me revejo no seu aconchego em doces palavras.


Autor
Carlos Marcos Faustino
17/07/2014- Quinta Feira – 22h48m



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.