quarta-feira, 2 de abril de 2014

Tormentas

Tormentas

Na noite em sonhos a busquei por  companhia ,
 Vaguei  lugares sem ao menos  encontrá-la,
As minhas pernas me impediam de alcançá-la,
Na hora  exata em que eu pensava que a via.

Clamei seu nome  mas você não me ouvia,
Joguei meu braços e não pude lhe abraçar,
Enquanto aos poucos era tragada pelo mar,
Foi caminhando, mas voltava e me sorria,

Quando caminha me sorrindo fico tenso,
Mesmo que não haja motivos aparente,
Deus! Eu não quero reviver os maus momentos,

Não quero sonhos que a levem novamente,
Nem que o mar da vida seja um tormento,
A desaguar em nossa vida eternamente.

Autor
Carlos Marcos Faustino
02/04/2014-Quarta Feira-14h47m



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.