domingo, 20 de abril de 2014

Promessa


Promessa

Ouvir tua voz é promessa,
Pra dias que vem sem avisos,
Que ora nos dão alegrias,
Que ora nos deixam aflitos.

Amanhecer vivo é surpresa,
Dádivas do céu, voltar com o sol,
Depois de adormecer nos braços da noite,
Envolvido no amor e no lençol.

Despertar aconchegado de carinhos é ventura,
Olhar nos cantos, sapatos, roupas, mil encantos,
Os sorrisos dos filhos, o latidos dos cães na varanda,
E o sol da janela nos espreitando bocejar inda com sono.

E assim nos vão carregando nas costas os anos,
Os espelhos não nos deixam esquecer que estamos passando,
Partem também os afetos, vão-se os amigos,
Vamos ficando pra sempre estampados nos nossos netos e filhos.

Autor
Carlos Marcos Faustino
21/4/2014- Segunda Feira- 01h 17m







Um comentário:

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.