terça-feira, 15 de abril de 2014

Escada



Escada

No transcorrer das horas,
Na passagem lenta dos dias,
Desce afora no semblante,
Terríveis marcas do tempo.

Os amigos vão-se embora,
Também se perdem as ilusões,
Velhas canções, belos retratos,
Acalentam os corações,


Deixa-se um sorriso estampado,
Pros degraus das emoções,
Vão-se os afetos  e os sapatos,
Vão-se as flores da primavera,
E os amores de verão.

E é nesta escalada da vida,
Que na calada da noite,
Ou em alta madrugada,
Um passo enfim derradeiro,
Nos leva ao final da escada.


Autor
Carlos Marcos Faustino

15/04/2014- Terça Feira- 22h55m

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.