terça-feira, 8 de abril de 2014

Clausura

Clausura

Deixaste-me só, perdido  e  em total clausura,
Mesmo liberto tão grande dor vem e me invade,
Atado aos atropelos que da vida me cabe,
Sigo minha sorte que  a morte por si só muda,
E deixo no meu rosto gravado a minha luta,
Em sulcos que somente a  idade me presenteia,
Sei que minha dor não é maior que a dor alheia,
Mas ao deixar o palco antes da ultima cena,
Vou buscar ajuda  por mais que seja pequena,
Pra não deixar minhas lágrimas caídas na areia.


Autor
Carlos Marcos Faustino
08/04/2014- terça feira -17h46m


.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.