terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Estação saudades



Estação saudades

La vem o trem,
Numa canção que me transborda,
Abrindo todas as comportas,
Viagem  sem fim que as vezes faço,
Pra despertar depois nos braços,
Da realidade de agora.

La vem o trem,
Sulcando do meu coração os trilhos,
Explodindo  ternas melodias em meus ouvidos,
Enquanto silencioso abro todas as janelas,
E remoçando torno a tempos tão antigos.

Autor
Carlos marcos Faustino

28/01/2014 – Terça feira – 17h16m

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.