quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Paralelos


Paralelos

Divaguei pelo meu vocabulário dos meus sessenta e algo mais,
O que me apraz é que se  nada sei,  também nunca fui súdito ou  rei,
Sempre intermediário, um pé no asfalto, outro pronto  pra um salto,
Um riso aberto, a mão em figa, torcida pra melhoria de vida.


Olhar pro  futuro, de olho no passado, o que foi certo ou errado,
O joio e o trigo devidamente definido, rascunho passado a limpo,
Nem louros , nem derrotas,  o céu pode ser o único que limita,
As mãos de Deus me sustentam e uma voz interior me diz: Não desista.


Autor
Carlos Marcos Faustino

03/10/2013-Quinta feira- 12h04m

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.