terça-feira, 1 de outubro de 2013

Ciclos


Ciclos

Morrendo
Através dos dias nesta longa aventura que nos é concedida,
Desde quando um vencedor duma fantástica  corrida,
Adentrou um óvulo eclodindo daí, da vida os caminhos,
E assim veio o primeiro suspiro,  o  primeiro contacto,
O inicio da nova viagem, esquecer-se do  passado.

Vivendo
Cada segundo como se o ultimo fosse,
Cada por do sol, cada primavera, o tempo não espera,
Vai-se a meninice desenfreada pela adolescência afora,
Vão-se aos poucos todos os nossos afetos embora,
Bate a porta num segundo todas as nossas lembranças,
Viver, um doce gesto que o criador nos deleita,
Morrer, a volta  pro aconchego onde nossa alma deita.


Autor
Carlos Marcos Faustino

01/10/2013- Terça Feira -14h14m

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.