quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Apaixonados




Apaixonados

O amor desenha em mim em todos   os momentos,
O contorno da tua imagem, o conteúdo do teu sorriso,
A profundidade do teu olhar, por isso,  tudo que preciso,
É percorrer o tempo, este impreciso que te leva pra longe,
E fugir desta realidade, buscar a nossa felicidade Deus sabe onde.

No teu abraço é que talvez consiga deixar meu corpo adormecido,
Esquecido do presente, do futuro, do passado, completamento alheio,
Perdido unicamente na loucura do teu seio, num louco anseio,
De morrer neste instante, pra  nunca mais de ti ser separado,
Pra nunca mais te ver sair seguindo estrada me deixando só  e  apaixonado.

E se o céu reserva um lugar pra almas gêmeas, ao chegar primeiro,
Vou te esperar todos os dias   de janeiro a janeiro,
E quando te vir chegar  neste seu andar balançado,
O meu sorriso junto ao teu há de iluminar o mundo inteiro,
 E no infinito o brilho de uma estrela pra quem  puder ve-la,
Vai deixar pros corações tanta energia, e numa doce melodia
Que se fizer ouvir entremeio os rumores da noite fria,
Vai contar do nosso amor pra todos os  enamorados .

Autor
Carlos Marcos Faustino

24/10/2013- Quinta Feira -21h49m

Um comentário:

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.