sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Pão e Sangue

Pão e  Sangue

Balança a sacola com pão, pensamentos vãos,
Vão os passos apressados, por si só, lado a lado,
Ali no mesmo compasso com o balançar das mãos,
A sombra  refletida no asfalto, atropela-se no corpo às vezes,
Em dias por ora esparsos, no mesmo trajeto, meses e meses.

Cruzam-se olhares passantes, buzinam os carros,
Latem os cães, tudo parece tão  absurdamente distante ,
Os pães  se aconchegam dentro do saco de papel,
Um invisível véu se estende ante sua realidade.

Aquela rua da cidade vai ser sempre a  mesma,
Os pensamentos  no transcorrer  rápido do tempo,
Acumulados disputam na memória notoriedade,
Até que quase por acaso, nem será ouvido um gemido,
Distraído completamente, num instante, sobe no alto, cai no asfalto.
Um corpo estatelado, um misto  de pão e sangue.


Autor
Carlos Marcos Faustino
24/08/2013 – Sábado – 00h30m



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.