quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Sozinho


Sozinho
 
Cansei de buscar o teu brilho
Cansei de te perseguir vida afora
Cansei de te procurar feito louco
Preciso pensar em mim  mais um pouco
 Se já  não me queres por perto
Só me resta, ir embora, decerto.
 
Seguir o caminho das estrelas
Navegar errante  num  tempo, bem distante
Buscar um novo  sentido,  tentar ser percebido,
Um novo sol, pra aconchegar quem estiver perdido,
Uma nave mãe  abraçando em  seu ventre
Os andantes, viajantes ,  esquecidos,
Os carentes  de amor   e  de amigos
 
Nasci  sozinho, é preciso acostumar-me
Seguir só pelos caminhos, tendo apenas por companheiro
Os meus passos, o meu suor, os meus medos
É preciso driblar os meus pesadelos
Melhor ainda seria  não tê-los , mas se  adormeço
Nem só bons  sonhos eu sei mereço.
 
E a minha nau segue horizonte adentro
E através das ondas, vai destino adiante
Pra ancorar não sei quando  no porto da morte
 E  é sozinho  que meu corpo vai ser conduzido
E  é sozinho que vou seguir  pelos caminhos do infinito
 
 
autor
Carlos marcos Faustino
Quarta feira- 05/12/2012 –
22h 58 m

5 comentários:

  1. Concordo com algo que um dia ouvi alguém dizer: Que quando estamos bem conosco nunca estamos sós, que estamos sempre em boa companhia e é assim que devemos nos sentir quando o mundo externo nos incomoda. Parabens por tão sensíveis e verdadeiros versos, Marcos!. O importante para o poeta é nunca esvaziar-se de sentimentos mesmo que sejam doridos.Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Obrigado por tuas belas palavras amigo poeta. Palavras de amigo e de poeta sao versos pra nossa vida e pros nossos ouvidos. Obrigado. Abraços.

      Excluir
  2. perfeita..... parece minha vida... bjs no seu coração

    ResponderExcluir
  3. Que bom que gostou do meu blog Marta. Fico muito grato por estar comigo nesta viagem poética. Abraço

    ResponderExcluir

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.