sábado, 3 de novembro de 2012

Segredo


Segredo
 
Se acaso souber que te amo,
 Por favor,  Não tenhas  medo!
O meu amor não é brinquedo,
Pode ser levado a sério,
Tão pouco é  arma de guerra,
Não mata, não fere,não  lesa.
 
Se acaso me der só um pouco
Do  afeto dos teus abraços,
Um pouco siquer deste brilho
Que emana do teu sorriso,
 
Se acaso apenas me der
Um pouco do que quiser,
que  seja  de afeto, carinho,
mas  que não seja mesquinho,
 te peço, se  acaso souber
O quanto  por ti eu   me perco,
Não se assuste, não tenha medo!
É só amor, guarde segredo
            Autor:
Carlos  Marcos  Faustino
    18/11/2011 19:18 hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.