sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Pro meu amor


 
 
Pro meu amor
Que em meu peito habita
Lá nos confins do coração
Que me procura em sonhos
E vai-se  quando em mim hesita
Esta vontade , desejo, paixão,
Simplesmente   se desfaz
E esvai-se, só pro meu amor
É que dedico as noites todas
Pois neste semblante que adormeço
È naquele riso que eu vou pensando
E então  quando já navego ,é quando
Traz a alma tão doce encanto
E adormecer  torna-se  magia
Eis me a me perder em sua companhia
E a estremecer, quanta  alegria
Ter este amor  como se fosse
O ultimo suspiro . É  assim
 O adormecer  Todas as noites
 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.