segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Juventude


Juventude
 
Esvaiu-se pelo meio dos meus dedos
Ai  meus medos, minhas noites: pesadelos,
Dia a dia, pouco a pouco, juventude
Foi-se embora, sem demora vem a morte.
 
Foi a sorte  ou terá  sido Atitude
Que agora me mantém nesta agonia,
Meus afetos, meus amores, todo dia
Deixam certo que falhei  com  plenitude
 
Nem meu nome, nem  sequer o meu abraço
Nem meus versos nem nada do que acho certo
Nem meus sonhos, nem meu choro, nem meu riso
 
Nem meu gesto, nem meu jeito, no meu peito
Coração sangra e já bate em descompasso
Pois agora eu já nem mesmo sei  se existo.
 
 
 Autor: Carlos Marcos Faustino
       12/09/2011
        23:02 hs
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.