domingo, 14 de outubro de 2012

Viagens


Viagens
 
Quando em meus sonhos eu te procuro
Pra te mostrar este amor sincero, puro,
Você me abraça,e diz  algo como, espera,
Não acorde,  não va embora  agora.
 
Mas  se num sobressalto  desperto,
E perto, eu não te vejo, o meu desejo
É voltar  inteiro pro meu sonho interrompido,
Pra ficar contigo, não acordar,  almejo.
 
E toda noite, viajo, transponho esta distancia,
Vou como  o vento,  alegre, até  assobio,
Pra ti  colhendo  todas   as flores   do caminho,
 
E todo dia  acordo  transbordando  de esperança,
Pois nosso amor é puro,  sincero,   bonito
E  já esta escrito  em algum lugar  do infinito.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.