domingo, 28 de outubro de 2012

Tempo


                                  Tempo                                                             
É tempo  de conferir os guardados,
De colher os sonhos   lá do passado,
 E  desembrulhar todas  as lembranças,
Dizer  adeus a falsas esperanças,
E renascer, viver somente agora,
O que passou, passou, já foi embora.
 
 É tempo de não sonhar  com o   futuro ,
Tomar atitudes, descer do muro,
E enquanto é tempo viver o  momento ,
O amanhã chegou , se faz presente,
Deixe um sorriso iluminar teu rosto,
Abrace teu filho, tua mãe, teu amigo,
 Abrace enfim todos que você ame,
Pois  a vida é breve nunca se sabe,
O exato momento de findar seu tempo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.