domingo, 14 de outubro de 2012

O meu pai Noel



 O meu pai Noel
 
Quando menino inda, todos meus Natais
Tinham magia que hoje não existe mais,
Tinham segredos que a vida então levou
Quando ao crescer eu descobri em Noel:-meu pai.
 
Meus  sapatinhos na janela colocava,
Com um  capinzinho  para as renas de Noel,
E num pedaço de papel deixava escrito,
Os meus pedidos, os meus brinquedos preferidos.
 
Meu pai sorria, quando ao despertar nos via,
Com alegria correr  pra abrir os presentes,
Depois o abraço,o beijo, um afeto, um afago,
 
Hoje o Natal me traz saudades do meu pai,
Que um dia na minha magia foi Noel
E  agora ora por mim junto a  Cristo no céu

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.