domingo, 30 de setembro de 2012

Por que as pessoas partem





Por que as pessoas partem

 

As pessoas partem porque é chegada a hora,

o trem nem apita, nem avisa, parte e leva,

os  nossos afetos que às vezes sem  nenhum adeus

Seguem seus caminhos rumo aos céus.

 

E fica aquele vazio, dolorido e triste,

Aquela ausência que ninguém pode preencher,

A falta daquele abraço, um frio naquele espaço

Que só Deus, só Deus mesmo pode conter.

 

Os dias seguem, os anos passam. A vida é breve.

As gerações se sucedem, os corações emudecem,

Somente o nome é que às vezes continua

 

Sobem e descem novos casais de namorados na rua,

Uns escrevem a sua história e deixam marcas nas memórias,

Outros passam sem deixar rastros, afetos ou glórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Licença Creative Commons
Todos os textos de Carlos Marcos Faustino, bem como de demais autores postados no Blog de Faustino Entreletras é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://faustinopoeta.blogspot.com.br/.